Ícone RSS Ícone Página Principal
  • Hydra

    Publicado em 14 de dezembro de 2014 omyasuda Sem comentários

    Hydra-configA nova encarnação do meu desktop Debian.

    Estas são as minhas anotações sobre a instalação com os comentários de momento. Continuar a ler este artigo »

  • Hydra: Sudoers

    Publicado em 13 de dezembro de 2014 omyasuda Sem comentários

    Acho que ainda gosto de usar o sudo que por algum motivo não é configurado diretamente no Debian.

    User not in the sudoers file. This incident will be reported

    Como será que isso deve ser configurado?

    Continuar a ler este artigo »

  • Hydra: skype instalação.

    Publicado em 13 de dezembro de 2014 omyasuda Sem comentários

    Para a instalação do Skype seguimos as orientações contidas em

    http://www.vivaolinux.com.br/dica/Skype-no-Debian-70-64-bits-Instalacao-em-quatro-passos

    sudo aptitude update    # atualizando os dados de pacotes
    sudo dpkg –add-architecture i386  # preparando para usar a arquitetura i386
    sudo aptitude install libasound2-plugins:i386 # instalação de biblioteca
    sudo aptitude install libqtgui4:i386 # instalação de biblioteca
    sudo aptitude install libqtwebkit4:i386 # instalação de biblioteca
    sudo dpkg -i /home/omy/Downloads/skype-debian_4.3.0.37-1_i386.deb # instalação do pacote skype
    sudo dpkg -r skype # como não funcionou, limpando a área.

    Usando o Instalador de Pacotes GDebi (No Arquivos, botão direito, abrir com o Instalador de Pacotes GDebi), tive mais sucesso, pois ele instalou as pacotes de que dependia o Skype.

    Tenho o Skype funcionando agora.

     

     

    omy@hydra:~$ sudo dpkg -i /home/omy/Downloads/skype-debian_4.3.0.37-1_i386.deb
    A seleccionar pacote anteriormente não seleccionado skype.
    (Lendo banco de dados … 129943 ficheiros e directórios actualmente instalados.)
    Desempacotando skype (de …/skype-debian_4.3.0.37-1_i386.deb) …
    dpkg: problemas com dependências impedem a configuração de skype:
    skype depende de libqt4-dbus (>= 4:4.5.3).
    skype depende de libxss1.
    skype depende de libxv1.
    skype depende de libssl1.0.0.

    dpkg: erro ao processar skype (–install):
    problemas de dependência – deixando desconfigurado
    Processando gatilhos para desktop-file-utils …
    Processando gatilhos para gnome-menus …
    Processando gatilhos para hicolor-icon-theme …
    Erros foram encontrados durante o processamento de:
    skype

  • Debian Congelando…

    Publicado em 30 de novembro de 2014 omyasuda Sem comentários

    DebianEstou rodando o Debian 7

    ~$ sudo uname -a
    Linux iron 3.2.0-4-amd64 #1 SMP Debian 3.2.54-2 x86_64 GNU/Linux

    ~$ cat /etc/*release
    PRETTY_NAME=”Debian GNU/Linux 7 (wheezy)”
    NAME=”Debian GNU/Linux”
    VERSION_ID=”7″
    VERSION=”7 (wheezy)”
    ID=debian
    ANSI_COLOR=”1;31″
    HOME_URL=”http://www.debian.org/”
    SUPPORT_URL=”http://www.debian.org/support/”
    BUG_REPORT_URL=”http://bugs.debian.org/”

    ~$ cat /etc/debian_version
    7.4

    ~$ cat /etc/issue
    Debian GNU/Linux 7 \n \l

    ~$ cat /proc/version
    Linux version 3.2.0-4-amd64 (debian-kernel@lists.debian.org) (gcc version 4.6.3 (Debian 4.6.3-14) ) #1 SMP Debian 3.2.54-2

    GNome-300pxcom GNome 3.4.2 64bits.

     

    Tenho observado (1x por dia) o congelamento da tela, o mouse continua se movendo, mas o teclado não responde nem mesmo aos Num-Lock, Caps-Lock.  Ctl-Alt-Fn nem pensar! A providencia até o momento é a reinicialização da máquina no botão de força. Isso não é muito bom….

     

    Continuar a ler este artigo »

  • Google Chrome 39

    Publicado em 24 de novembro de 2014 omyasuda Sem comentários

    Tinha tentando anteriormente o Google Chrome em versões anteriores sem sucesso. Uso, com relativo sucesso, o Chromiun 37.0.

    Experimentemos o Google Chrome 39 no meu desktop Debian.

    sudo sh -c ‘echo “deb http://dl.google.com/linux/chrome/deb/ stable main” >> /etc/apt/sources.list.d/google.list’
    wget -q -O – https://dl-ssl.google.com/linux/linux_signing_key.pub | sudo apt-key add -
    sudo apt-get update
    sudo apt-get install google-chrome-stable

    Referências.

    1. Google Chrome -
    2. Como instalar o Google Chrome 39 no Linux -
  • CD-RW

    Publicado em 19 de novembro de 2014 omyasuda Sem comentários

    Não sei bem de onde apareceu, mas tenho entre os meus CDs um que é CD-RW. Nada de útil nele, estas são as minhas anotações sobre o processo de reutilização deste recurso.

    Desmontar o disco antes de começar.

    sudo umount /dev/cdrom

    Para apagar completamente o disco, deixando como novo, usamos o wodim. No meu desktop Debian, eu não tinha o wodim mas que foi instalado do o gerenciador de programas, instalando todo o pacote. :

    sudo wodim dev=/dev/cdrom blank=all

    Entre outras opções, experimente.

    Para apagar rapdidamente.

    sudo wodim dev=/dev/cdrom blank=fast

    Para apagar somente os dados referentes a sessão anterior.

    sudo wodim dev=/dev/cdrom blank=session

    Referencias:

    1. How to Erase a CD-RW / DVD-RW Disc from the Terminal – Ubuntu -

     

     

     

  • find

    Publicado em 15 de novembro de 2014 omyasuda Sem comentários

    A ordem depende do propósito.

     

    Manter os seus arquivos e diretórios em ordem  é fator de qualidade em seus trabalhos.

    find . -empty

    Aqui vocẽ lista os seus arquivos e diretórios vazios (de tamanho zero). Mas, sempre cabe se pensar que qualquer conjunto vazio, é um conjunto e carrega consigo informação.

     

    find . -type f -empty

    Lista somente os arquivos de tamanho zero (vazios). Entre os arquivos vazios encontrei aqueles blocos de notas em que pretendia registrar as minhas experiencias. Ficou vazio pois fui levado pelo turbilhão de eventos.

     

    find . -type d -empty

    Já diretórios vazios, listados neste caso, são resultados de tentativas de limpeza! Mas, me parecem reservar estrutura para manter a ordem.

     

    find . -type d -empty | xargs rm

    Use com cuidado. Remova os diretórios vazios encontrados pelo find, usando o comando acima.

    find . -maxdepth 1 -type d -empty | xargs rmdir

    Para remover somente os diretórios vazios deste nível, experimente o -maxdepth  !

    find . -maxdepth 1 -type f -empty | xargs rm

    Aqui, cabe lembrar que diretórios vazios, são arquivos de tamanho zero (vazios) e portanto satisfazendo os critérios de remoção.

     

    Referências

    1. find – remoção de arquivos e diretórios vazios -
    2. FIND(1) – man page sempre
  • Evolution, Keyring, SeaHorse

    Publicado em 30 de outubro de 2014 omyasuda Sem comentários

    O Evolution não está acatando o processo de troca de senha de contas pop de eMail. Troco a minha senha no servidor de eMail, usando o acesso Web, entendo que o cliente pop do Evolution deveria perceber que a senha está sendo recusada e pedir ao usuário a nova senha! Se indicado para memorizar a senha, o Evolution deveria guardar a nova senha para futuros acessos.

    Tentativas de edição da conta de eMail em Editar >Preferencias > Contas de Correio > Editar não surtiram efeito.

    Já a opção Arquivo > Esquecer Senhas, não é muito confortável por esquece todas as senhas e não somente as senhas alteradas.

    Observando com cuidado a evolução dos recursos de keyring no Gnome, percebemos que os recursos de gnome-keyring-manager foram substituidos pelo SeaHorse, que implementa o front-end para o GnuPG. Estranhamente, em meu desktop ( Debian 7.7 wheezy 64-bit com GNOME 3.4.2  ), os pacotes de SeaHorse não estavam instalados.

    Instalado estes pacotes, a interface gráfica é confortável e clara. Deletando a entrada da senha alterada, o Evolution passa a perceber que precisa pedir a nova senha, e a memoriza, caso isso seja indicado para ele.

  • IptabLes e Iptablex: Um caso.

    Publicado em 16 de agosto de 2014 omyasuda Sem comentários

    hacked_skull_imageEstávamos percebendo uma certa lentidão no nosso acesso à internet na nossa rede local! Em determinado instante observei  que as luzes de uma das portas do router picava incessantemente. Justamente a lampada do meu servidor Apache. Saquei-o fisicamente da rede e descobri que ele havia sido escravisado com o par IptabLes e IptabLex. Continuar a ler este artigo »

  • nunca: rm -R *

    Publicado em 3 de julho de 2014 omyasuda Sem comentários

    Sim…. eu fiz isso… deixei me levar pelo entusiasmo e comandei.

     

    : /# rm -R *

    sim, como root e na raiz… Porque, como usuário normal ou em outro diretório, o estrago seria insignificante.

    O comando faz o que está sendo pedido! Elimina todos (*) os arquivos/pastas, recursivamente ( -R ) a partir da raiz ( / ).