Ícone RSS Ícone Página Principal
  • Comandos GNU/Linux – alguns ;)

    Publicado em 16 de Fevereiro de 2009 Marcos Sem comentários

    Alguns comandos para serem utilizados em um terminal GNU/Linux.

    quando usamos:
    #  -> é porque estamos como root (super usuário)
    $   -> é porque estamos como usuário simples
    <enter> -> pressionar enter e não digitar <enter>
    Quando vamos falar de configuração, geralmente temos que usar o root.

    Quando conhecemos o comando mas não sabemos usar, podemos tentar das seguintes maneiras:

    >man comando <enter> exemplo: #man ls
    ou usamos
    >comando –help <enter> exemplo: #ls –help

    #ls <enter> Listar o conteúdo do diretório atual

    #ls / <enter> Listar o conteúdo da raiz
    #ls -l / <enter> Listar o conteúdo da raiz com detalhes de permissões

    #ls  -a <enter> Listar o conteúdo da raiz mostrando também arquivos ocultos
    #ls -lh / <enter> Listar o conteúdo da raiz com detalhes + kilo, mega, giga, tera
    Comandos para ler o conteúdo do arquivos
    tail – cat – more
    tail – mostrar o final do arquivo
    cat – mostar arquivo completo
    more – mostrar arquivo página por página <espaço> ou linha por linha <enter>

    #cat /var/log/messages#more /var/log/messages#tail /var/log/messages

    #df -h <enter> Listar mídias montadas

    >mv = mover ou renomear arquivos ou diretórios
    #mv <origem> <destino>
    #mv arquivoA arquivoB <enter> (renomear)
    #mv /home/teste /root/ <enter> (mover)

    >cp = copiar arquivos ou diretórios
    #cp /etc/fstab /root <enter> copiar arquivo
    #cp /etc/fstab /root/fstab-backup <enter> copiar arquivo renomeando
    #cp -R /var/log/ /root <enter> com a opção “-R”copiar diretório e subdiretório

    >mkdir = criar diretório
    #mkdir teste <enter> criar diretório teste
    #mkdir 1 2 3 <enter> criar diretórios 1, 2 e 3

    >touch = criar arquivo
    #touch arquivo1 <enter> criar arquivo1
    #touch arqA arqB arqC <enter> criar arquivos arqA arqB arqC

    >rmdir = remover diretórios vazios
    #rmdir /root/teste <enter> remover o diretorio teste que esta em /root

    >rm = remover arquivos e diretórios  * Temos que  ter muita atenção na hora de executar este comando, pois podemos excluir muitas informações importantes sem confirmação, então muita atenção.
    rm arquivo <enter> remover arquivo
    rm diretorio <enter> rm: imposível remover `diretorio’: É um diretório
    rm -rf diretorio <enter> remover diretorio sem perguntar
    >> “-r” remover diretórios e seus conteúdos recursivamente
    >> “-f” forçar a remoção
    >> “-i” confirmar antes de remover

    >top = gerenciador de tarefas (online)
    #top <enter>

    >ps = listar processos ativos
    #ps<enter>
    #ps -aux <enter> para uma visualização mais completa

    >pwd = mostrar onde estou (em qual diretório)
    #pwd <enter>

    >who = listar usuários “logados” no sistema
    #who <enter>

    >whoami = mostrar usuários que estou “logado”
    #whoami <enter>

     

    >cat /proc/cpuinfo = mostra as caracteristicas da CPU.

    $cat /proc/cpuinfo

    >cd = navegação entre diretórios
    #cd <enter> voltar ao diretório home do usuário
    #cd /var/log <enter> acessar diretório “log” que esta em /var
    #cd – <enter> retornar ao diretório anterior
    #cd .. <enter> retornar um diretório

    >dmesg = listar dispositivos reconhecido pelo linux
    #dmesg<enter>

    >tar = ferramenta usada para unir arquivos (muito boa para fazer uma cópia de seus arquivos)
    >>c = criar
    >>x = extrair
    >>v = mostrar o que esta acontecendo
    >>f = forçar
    >>z = compactar/descompactar com gzip
    >>j = compactar/descompactar com bzip
    >>-C caminho = alterar caminho pra descompactar
    #tar cvzf arquivo.tar.gz /var/log/ /etc/init.d/ <enter> vai ser criado um arquivo com o nome de arquivo.tar.gz com o conteúdo dos diretórios log e init.d
    #tar xvzf arquivo.tar.gz <enter> vai ser descompactado o arquivo arquivo.tar.gz no diretório corrente.
    #tar xvzf arquivo.tar.gz -C /root <enter> vai ser descompactado o arquivo arquivo.tar.gz no diretório root.
    #tar xvzf arquivo.tar.gz -C / <enter> vai ser descompactado o arquivo arquivo.tar.gz na raiz.(muito cuidado pois pode alterar o arquivo atual)

    >| = (pipe) utilizado para ajudar nas filtragens, podemos também unir comandos

    >grep = uma ferramente para ser utilizado para filtragens

    #dmesg | grep sd <enter> vai listar somente o conteúdo referente ao “sd”
    #dmesg | tail
    #dmesg | more
    #cat /etc/passwd | grep root
    #cat /var/log/messages | grep agp

    >su = assumir outro usuário
    #su marcoscarvalho <enter> (estava como root “#” e assumi o usuário marcoscarvalho
    $su <enter><senha do root> (estava como usuário “$” e assumi o super usuário (root) mantendo o caminho atual
    $su – <enter><senha do root> (estava como usuário “$” e assumi o super usuário (root) seguindo para o diretório home do root

    >sudo = executar comandos com privilégios root (desde que esteja configurado o “sudo”)
    $sudo cat /etc/shadow <enter> <senha do usuário>

    >wheris = busca de progamas instalados
    #wheris kernel <enter>

    >locate = localizar arquivos ou diretórios
    >>antes temos que atualizar a base de dados
    #updatedb
    #locate kernel
    #locate kernel | more

    >find = localizar arquivos ou diretórios
    #find / -name kernel

    Desligando o computador

    #init 0 <enter> (desligar o pc)
    #init 6 <enter> (reiniciar o pc)

    #shutdown -r now <enter> (reiniciar o pc)
    #shutdown -s now <enter> (desligar o pc)

    pressionar as teclas CTRL+ALT+DEL = reiniciar o pc (desde que esteja configurado no inittab)

    Referências

    1. 15 comandos pouco conhecidos do Un*x – vale a visita.

    Deixar uma resposta

    Você precisa fazer o login para publicar um comentário.